Tecnologia do Blogger.

Uma câmera em cada ponto da cidade

gmj
VERA GONCALVEZ

São 66 câmeras espalhadas pela cidade que conseguem visualizar a ação de marginais, acidentes e ajudar no estudo para melhoria do trânsito jundiaiense.

A Central de Monitoramento por Câmeras da Guarda Municipal, conhecida como "Olho Vivo" conseguiu reduzir em 20% a criminalidade na cidade. Na época de maior movimento do comércio, como agora no Natal, quando já teve uma redução de 30% nas ocorrências, em comparação ao mesmo período de 2010.

A ideia de implantar o monitoramento por câmeras foi do resultado obtido em outras cidades e, em 2006, no aniversário da cidade, foi inaugurada a central, que deve aumentar sua capacidade em breve. As câmeras trabalham juntamente com o setor de inteligência e registram as ocorrências, principalmente de pichadores e acidentes, pois são colocadas em pontos estratégicos dos bairros.

A mudança das câmeras ocorre sempre conforme as necessidades da GM. De acordo com o inspetor da GM Claudio Farigato, a intenção é trazer uma tecnologia inovadora para Jundiaí que possa atender a todos os setores que cuidam da segurança na cidade. "É o top de tecnologia que será utilizado por todos", revela Farigato. O alcance das imagens das câmeras é de 2.500 até 3.500 metros.

De acordo com o auxiliar do responsável técnico do Olho Vivo, Antonio Sérgio Perboni, são 31 câmeras que fazem o monitoramento 360 graus, 10 fixas, 20 na prefeitura e cinco no Fórum. São registradas de seis a sete ocorrências por dia.

A central conta com cinco monitores, que são divididos por região ou área de delegacia. As imagens são transmitidas via rádio ou fibra óptica. Alguns bairros ainda não têm monitoramento, como é o caso da Vila Rami e Retiro e da Vila Hortolândia, que tem apenas uma câmera. Para Perbone, as imagens que mais marcam na central de monitoramento são a de acidentes. "De todas as ocorrências, os acidentes com vítimas são o que mais chocam". As imagens mais fortes aconteceram no cruzamento da Rua Vigário J. J. Rodrigues com a Rua José do Patrocínio.



Fonte: http://www.jornaldacidade.com.br

0 comentários:

Postar um comentário