Tecnologia do Blogger.

Guarda Municipal e Fundação Serra do Japi promovem estratégias na proteção da Serra




A preocupação com o período de estiagem, levou a Divisão Florestal da Guarda Municipal e o responsável pela Fundação da Serra do Japi, Flávio Gramoleli, promover uma reunião no início desta semana para discutir plano de ações estratégicas que possibilitem uma atuação mais intensa e direcionada em todo o Território de Gestão da Serra do Japi, englobando principalmente a àrea da Reserva Biológica.

Segundo o Comandante da GM, José Roberto Ferraz e o chefe da Divisão Florestal, Mauro Castro, as equipes intensificarão o patrulhamento dentro da Reserva Biológica e no Território, focando o combate à incêndios, uso irregular de queimadas, soltura de balões que possam provocar incêndios, além das entradas não autorizadas naquela região de fauna e flora.

“Trilhas que eventualmente tenham algum tipo de dificuldade de acesso, impedindo o transito de viaturas, serão abertas em conjunto a Unidade de Serviço do Jardim Guanabara”, explica Ferraz. Quanto ao monitoramento, o comandante da GM destaca a importância da câmera instalada no Mirante, a qual propicia uma visibilidade de 360 graus do território da Serra, identificando eventuais irregularidades, inclusive a presença de pessoas não autorizadas, como ciclistas que ainda insistem em entrar na Serra sem a devida autorização da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, colocando em risco a própria integridade física desse visitantes, como no caso de quedas, ferimentos, quanto perigo para o Japi, já que um simples palito de fósforo pode dar início a um incêndio no local.

Buscando um trabalho mais integrado com a Fundação Serra do Japi, uma viatura da Divisão Florestal zero quilômetro modelo Pálio Treking foi apresentada e também poderá auxiliar a Fundação nas atividades relacionadas ao entorno da Serra, como visita a moradores ou promoção de campanhas voltadas à educação ambiental.

Essa nova viatura servirá de apoio à outras 6 viaturas que já contribuem no patrulhamento da Serra, com atuação principalmente voltada para a fiscalização de próprios públicos existentes na área do entorno do Japi, como escolas municipais, parques, entre outros existentes nesses. 

Atualmente a Divisão Florestal conta com um efetivo de 38 guardas municipais, especialmente treinados para atuar na área ambiental e cinco viaturas, entre elas três  Marruás 4x4, uma Pick up L200 e uma Troller recém entregue a Corporação. Elas percorrem locais mais próximos à cidade até os longínquos e íngremes da Serra, chegando a rodar uma média de 10 mil quilometros/mês. Além dos veículos, foram adquiridos novos equipamentos de proteção individual , binóculos, redes para apanha de animais, ferramentas, como pás, enxadas, facões, etc., tudo utilizado nas atividades de fiscalização e manutenção das trilhas de acesso e circulação do Japi.

Também são realizados sobrevoos regulares com helicóptero locado pela Corporação, sobre todo o Território de Gestão da Serra do Japi, sendo todas as áreas fotografadas por quadrantes identificados por coordenadas de latitude e longitude, permitindo saber sobre eventuais alterações ou irregularidades nas propriedades ali existentes. Além do helicóptero, a GM tambem mantem uma parceria com o Aeroclube de Jundiaí e o Aeroporto Estadual, onde irregularidades avistadas pelos pilotos são comunicadas à GM, através do telefone 153, para averiguação necessária pelas equipes de terra.


por Luciano Guerino
foto Luciano Guerino












A publicidade dos atos da administração pública é um princípio estabelecido pela constituição federal, porém, a reprodução das informações e imagem transmitidas é de inteira responsabilidade dos veículos de comunicação.




Assessoria de Imprensa - Jornalistas responsáveis

Luciano Guerino - 9.9263-1488 (MTB 59140)
Darlei Antônio - 9.9569-6476 (MTB 72769)

0 comentários:

Postar um comentário