Tecnologia do Blogger.

Recebi em nosso Gabinete na Alesp o nosso Irmão Oséias - Presidente da Conferência Nacional das Guardas Municipais do Brasil





Foi uma satisfação receber a visita do nosso irmão Oséias o qual quero parabenizar pelo lançamento deste livro e pelo trabalho que vem desenvolvendo a frente da Conferência.
Quero desejar sucesso , Deus abençoe e ilumine seus caminhos e continue esta pessoa humilde .

Muito obrigado pelo presente  o qual recomendo a toda  nossa Família Azul Marinho.

um grande abraço e conte sempre com este amigo.





UM NOVO MODELO DE SEGURANÇA PARA O BRASIL / Oséias Francisco da Silva

O estado de insegurança coloca o Brasil entre as Nações com os maiores indicadores de violência, principalmente o homicídio. A temática da segurança pública está entre as principais demandas e reclamação da sociedade ao poder público. Partindo da compreensão que a criminalidade e a violência são fenômenos sociais de natureza complexa e multicausais, a proposta do livro passa pelo desvelamento das estruturas e culturas subjacentes das polícias brasileiras, destacando suas características, orientação e concepção que determinação entre outras coisas, a atuação das agências da segurança pública.

Dentro do contexto da discussão sobre uma nova política de segurança, o esforço é de apresentar caminhos por onde deverá se construir um nono modelo de segurança para o Estado Brasileiro, enfatizando o caráter democrático para corresponder aos exigências da democracia, e cidadã para criar as condições de promoção para o exercício da cidadania, e por último, humana porque os objetivos e desafios do novo milênio passa pela construção de uma segurança humana. Por fim, apresentar proposta para enfrentar e superar esses desafios é um entre os objetivos do autor. Cabe um destaque especial para o capítulo que discorre sobre a vida do policial, suas aflições, crises, dilemas, e as peculiaridades da profissão. Em diversos aspectos o livro nos apresenta elementos bastante originais que serão importantes contribuições nesse nobre projeto de construir uma nova segurança para o Brasil.
O tema da segurança pública é líder entre as preocupações dos brasileiros. O legislador constituinte, ao se debruçar sobre o assunto, deu a ele o maior destaque, alçando a segurança pública à condição de direito social (art. 6º C.F.). Por outro lado, o legislador originário recepcionou as demandas das corporações então existentes e consolidou o desenho na Constituição Federal. Creio que, ali, o legislador errou. A organização policial teria de ser dinâmica e moldada às necessidades de atendimento das demandas do Estado Democrático de Direito, dificuldade criada pelo desenho estanque e recortado da Constituição. Hoje, a política de segurança requer grande integração dos órgãos de segurança, o que apenas será resolvido, no meu modo de ver, num novo desenho constitucional.

É igualmente urgente modernizar as polícias, as investigativas para atuar de forma mais eficiente na elucidação dos crimes e também para qualificar repressão objetivando reduzir a letalidade, privilegiar a prevenção aos crimes e de igual importância valorizar seus profissionais. Apenas a integração das polícias não é suficiente. Temos que integrar igualmente a política de segurança com as demais políticas públicas, de tal sorte que possamos prevenir o crime e criar uma sensação de segurança efetiva e duradoura na população. Temos também que reestruturar o sistema penitenciário. Sua organização atual faz dele o principal lócus de perpetuação e reprodução da violência em nossa sociedade.

Essa realidade nos instiga a criar um novo modelo de polícia e, mais do que isso, um novo modelo de segurança pública: comunitário, colaborativo, desmilitarizado e preventivo. Oséias Francisco da Silva tem se debruçado há bastante tempo sobre essas questões, a partir de suas pesquisas e de sua experiência na Guarda Civil Municipal de São Bernardo do Campo (SP). Este livro oferece elementos importantes para levar esse debate adiante, com a gravidade que o tema exige. Boa leitura!
Paulo Teixeira - Deputado Federal (2007-2011, 2011-2015, 2015-2019), Advogado, Mestre em Direito Constitucional pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.
“A necessidade de consolidar o processo democrático no país exige uma política de segurança que promova e assegure o exercício da cidadania.”

Oséias Francisco da Silva nasceu em 1976 na cidade de Nazaré da Mata (PE), vivendo até os 17 anos de idade em Tracunhaém, cidade do mesmo estado. É o sétimo de onze filhos de João Francisco da Silva (in memoriam) e Maria do Carmo Bezerra da Silva. É casado com Ana Paula Alves Lima Silva e tem dois preciosos filhos: Lukacs Alves Silva (5 anos) e Erich Alves Silva (2 anos). Em 1995 chega ao estado de São Paulo. Reside atualmente em São Bernardo do Campo (SP). É Psicanalista, formado em Filosofia e pós-graduado em Gestão de Segurança Pública. É Presidente (2013-2015) da Conferência Nacional das Guardas Municipais do Brasil (CONGM), Professor de Filosofia e Supervisor da Guarda Civil Municipal de São Bernardo do Campo, onde foi Sub-comandante (2010-2011).

0 comentários:

Postar um comentário