Tecnologia do Blogger.

Guardas Municipais de Jundiaí e de Cajamar flagram desmatamento em área da Serra do Japi




Com o apoio de guardas municipais da cidade de Cajamar, os GMs de Jundiaí, Guirardello, Quintão e João localizaram ontem (22)  na Estrada Monte Serrat, no bairro Ponunduva  um desmatamento em uma área pertencente ao Território de Gestão da Serra do Japi.

De acordo com o Centro de Controle Operacional da Guarda Municipal, os guardas de Cajamar, GMs Trindade e Vieira haviam constatado o crime ambiental e ligaram para a GM de Jundiaí.

Ainda segundo os guardas, foi presenciado no local que faz divisa com Cajamar uma retroescavadeira, um trator, e um caminhão efetuando terraplanagens derrubando várias árvores nativas em uma área de 11 mil metros quadrados.

Além do desmatamento estava ocorrendo ainda o assoreamento da área de manancial. De acordo com os guardas foram desmatadas uma área  de 5 mil metros.

O proprietário da área foi chamado e compareceu no local sendo encaminhado na sequência até a delegacia para a elaboração da ocorrência.

Na delegacia, ao ser questionado sobre o crime, o proprietário de 65 anos, morador em Cajamar, disse que comprou um terreno ali e desconhecia qualquer tipo de crime que estava cometendo. Com a presença de seu advogado, ele afirmou que se necessário, iria repor o que havia desmatado.

Assim que assinou o boletim de ocorrência de crimes ambientais (lei 9.605 –art.39), o proprietário foi liberado.

A Serra do Japi tem uma área de 91 quilômetros quadrados sendo fiscalizado e monitorados pela Guarda Municipal de Jundiaí,  dentro dos 354 quilômetros abrangendo além de Jundiaí, Cabreúva, Cajamar e Pirapora do Bom Jesus
A GM de Cajamar implantou recentemente sua Divisão Florestal tendo realizado cursos e treinamentos com guardas de Jundiaí.

A Guarda Municipal de Jundiaí possui atualmente 32 guardas com cursos de especialização na área ambiental para fiscalizar o Território de Gestão da Serra do Japi.


por Luciano Guerino
foto Luciano Guerino






Assessoria de Imprensa GMJ - Jornalistas responsáveis

0 comentários:

Postar um comentário