Tecnologia do Blogger.

Guarda Civis de Sumaré são rendidos por marginais armados de fuzil quando patrulhavam a Estrada Municipal Olindo Biondo, região do bairro Chácaras Recreio

Dois guardas civis de Sumaré foram agredidos, algemados e presos na própria viatura por ladrões de carga, na noite de anteontem. Os bandidos, ao menos 16, portando fuzis importados alvejaram a viatura da GCM (Guarda Civil Municipal) com tiros, mas ninguém foi atingido. O secretário de Segurança do município disse suspeitar do envolvimento de policiais.
Os guardas H.J.S., 46, e W.L.C., 45, patrulhavam a Estrada Municipal Olindo Biondo, região do bairro Chácaras Recreio, por volta das 23h10. No local, eles avistaram três caminhões sendo escoltados por um Chevrolet Astra preto. O secretário de Segurança de Sumaré, o coronel Ronaldo Pontes Furtado, disse que a área é erma e recebe ronda permanente.

"Num primeiro momento, eles não avistaram o Astra, então resolveram verificar a situação dos caminhões", disse Furtado, ressaltando que os guardas "acharam estranho o posicionamento dos caminhões". Outros dois veículos encostaram atrás da viatura da GCM, que seguia o comboio, momento em que os ocupantes do Astra desceram e passaram a atirar. Outros dois veículos não identificados também apareceram neste momento.

"O Astra veio na contramão, para cima deles. Só não houve colisão porque os guardas frearam, se não, o Astra teria subido em cima da viatura", contou o secretário. Furtado disse que o primeiro tiro, disparado de fuzil 223, armamento importado e restrito às forças policiais, acertou o para-brisas da viatura. Os guardas não reagiram ao ataque.
De acordo com relatos dos guardas no BO (Boletim de Ocorrência), "cerca" de quatro disparos acertaram a viatura. S. e C. foram "dominados e obrigados a deitar no chão". Eles foram deixados no "compartimento de presos (da viatura) algemados com suas próprias algemas" após serem agredidos. Furtado confirmou que C. fraturou uma costela. "Não se sabe por que, mas ele foi mais judiado", consta no registro.

BANDEIRANTES

A quadrilha seguiu para o local, cerca de dois quilômetros distantes da Rodovia dos Bandeirantes, em Sumaré, após render dois caminhoneiros, na praça do pedágio. O motorista A.D.B., 51, o ajudante dele, M.M.B., 26, e o motorista A.M., 40., e o ajudante D.D.A., 36, foram tirados dos porta-malas do outros dois veículos, onde estavam rendidos. Todos foram deixados no local pelos criminosos. Procurados por telefone, eles não foram encontrados para comentar a ação.
Os ladrões fugiram nos três carros e no caminhão que também era escoltado. Os guardas municipais relataram acreditar que o veículo era roubado e que o Mercedes-Benz vermelho, sem cargas, de B., e o Volkswagen baú branco, carregado com peças de enxoval, de M., seriam usados para transportar carga roubada. Os veículos e a viatura alvejada foram periciados no local.

OCORRÊNCIA

Foi o guarda S. que acionou colegas de trabalho e pediu reforço após a ação criminosa. Eles foram ao plantão policial comunicar o fato. As duas pistolas calibre 380, com dois carregadores, e dois coletes balísticos dos guardas foram roubados pelos ladrões, além de dinheiro e celulares dos caminhoneiros.
O delegado plantonista, Marcelo Moreschi, orientou o registro de um BO por roubo e localização de veículo, apreensão de objeto, dano e disparo de arma de fogo. O caso seguirá com o 1º DP (Distrito Policial) de Sumaré. Até a tarde de ontem, a quadrilha não havia sido presa.

0 comentários:

Postar um comentário